quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Minha Bebê já tem quase 3 anos!

Vi que quase não escrevi sobre essa bebê aqui! Inês, nossa sexta filha! Ela tão alegre, tão fofa, nos trás muita alegria, nos dá muito amor! Desde quando soubemos da gravidez dela, foi tudo muito feliz e intenso... Foi uma gravidez muito diferente... Contamos para as crianças no mesmo dia (eu não consigo esconder essas coisas), mas decidimos esperar um pouco pra contar para os outros, mas não precisei fazer isso, porque no dia seguinte meus filhos já tinham contado pra escola toda, e por conta da felicidade deles e também a nossa, ninguém teve coragem de ser "maldoso" nos comentários, claro que ouvi comentários de todo o tipo, mas em geral a maioria aceitou muito bem e se alegrou com a gente! Estávamos vivendo um período de mais interação social, principalmente na escola, na escola de música, na igreja, e então as pessoas sempre perguntavam se ainda teríamos mais filhos e nós sempre respondíamos que se fosse da vontade de Deus sim, então não foi uma surpresa tão grande para as pessoas, que já esperavam por isso. Enfim, muita gente se envolveu com a gravidez e eu me senti o carinho de muitas pessoas, tenho certeza de que tudo isso foi passado pra Inês desde a gravidez e ela é uma criança alegre, carinhosa, feliz!

Ela vai fazer 3 anos, mas ainda anda comigo pra todo lado, não vai à escola e não faço a mínima ideia de quando iremos coloca-la, porque enquanto ela estiver bem em casa, por mim, está ótimo! Ela gosta de sair e cumprir os compromissos comigo! ama ir ao mercado! rs... levar e trazer os irmãos das atividades e tudo bem! Ela já sabe muitas coisas, porque aprende com os irmãos e conosco! Ela é muito inteligente! Canta várias músicas inteiras! Conversa, dá opinião, retruca as coisas na hora, é decidida! é impressionante pensar que ela ainda nem tem 3 anos... Ela presta atenção nas conversas e sempre sabe de quem estamos falando...
Ontem ela queria muito ir buscar os irmãos na escola antes do horário e ficou brava porque achava que estava demorando a passar o tempo... aí buscamos somente o José e a Angela, porque a Isabel tinha aula de música e saia mais tarde. Aí voltamos pra casa, fiz o jantar e depois fomos buscar a Bel, e era a Isabel que ela queria mais...rs... Ela foi toda feliz. Aí na hora da janta o marido perguntou para cada um qual tinha sido a boa do dia... E ele nunca pergunta pra Inês... aí eu perguntei: Inês, e qual foi a boa do seu dia? e ela prontamente respondeu com um sorriso: - Foi buscar a Isabel na escola!, achei tão fofo, porque eu nem sabia que ela entendia isso de boa do dia...rs...

Enfim... passei aqui e quis registrar um pouquinho dessa minha adorável bebê!

quinta-feira, 16 de março de 2017

Tirando a poeira do Blog...

é... alguém me lembrou hoje de que eu tinha um blog e passei aqui pra conferir se ele ainda estava no ar...hahahaha....
Poderia ter escrito tantas coisas, mas não o fiz e não tenho tempo... Na verdade ando bem feliz, aproveitanto muito bem o meu tempo... mesmo não conseguindo ainda dar conta de tudo oque eu precisaria dar conta (da casa principalmente), acredito que tenho atendido pelo menos as necessidades maiores das crianças e tenho conseguido encaminhá-los bem... Tenho conseguido me dedicar um pouco mais aos estudos de canto e também tenho conseguido cantar, e isso me deixa bem feliz, por que não cantar me gerava uma angustia bem grande... papo a parte esse....
Hoje tenho praticamente 2 adolescentes e uma pré-adolescente, e esse desafio passou de assustador para interessante, as conversas são engraçadas, vejo que todo o bom humor meu e do marido passou para eles e tudo vira piada... é muito legal eles entenderem as nossas piadas e fazerem piadas inteligentes...rs... Outra coisa que é bem interessante, é que todos se viram, tomam banho sozinhos, dão até banho na menor pra mim, quando preciso, ajudam a arrumar a casa, ajudam a decidir as coisas.... Enfim... está sendo interessante, legal! Claro que as vezes vira um caos, porque as vezes parecem criancinhas se pegando e se batendo, mas, faz parte né....

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Sabe... o mais difícil da vida é vencer os traumas e conseguir deixar para trás o medo... Passamos por situações que nos fazem ter medos dos outros, da vida... é tão complicado isso... Desabafo, porque meus medos me impedem de escrever sempre aqui... As vezes me impedem de fazer muitas coisas que eu gostaria... Mas sei que devo entregar nas mãos de Deus e seguir... Deus é justo! Tenho certeza que cada um terá o que merece e assim eu sigo!

Relato do primeiro dia em que levei 5 crianças para fazerem exames de sangue


Esses dias foi a primeira vez que levei 5 crianças para fazerem exames de sangue e de urina pela primeira vez... Nós estávamos com as guias faziam 6 meses, mas como eram só exames de rotina, esperei até as férias para poder leva-los. A Inês tinha uma vacina pra tomar e na quarta levantei decidida a leva-la no posto para tomar a vacina e depois levar os outros 5 para os exames, eu levantei e não me encorajei... Fiquei pensando na logística em ir com todos no posto e depois como eu poderia dar apoio aos outros na hora de tirar o sangue com a Inês no colo?, decidi fazer primeiro o almoço e ir a tarde, aí nesse tempo quebrando a cabeça de pensar decidi ir somente com o Hugo (11) e com o Miguel (9) e com a Inês, pensei que poderia revezar o colo com eles e poderia acompanhar cada um deles. Como era o dia que minha mãe vinha em casa me ajudar com a casa, eu poderia deixar os outros um pouco com ela, já que o posto e o laboratório são pertos. Fomos ao posto e a Inês tomou a vacina e seguimos para o laboratório e não tinha ninguém na espera, o engraçado foi a abordagem do atendente: - Quem vai fazer o exame? Aí eu disse que eram os dois maiores e aí ele foi e retirou a senha normal, ao invés da preferencial, enquanto isso a moça que abria a ficha gritava que não precisava, mas ele já tinha me entregado...rs... Ela foi abrindo a ficha e perguntou se estavam em jejum... Não estavam, então ela nos passou o procedimento: jejum de 12 a no máximo 14 horas e então peguei as instruções e fomos embora. Programei para leva-los cedo no dia seguinte, assim eu daria a janta e não daria mais nada, somente a Angela poderia tomar o leite antes de dormir, aí eu levantaria cedo, amamentaria a Inês, trocaria os outros, os levaria e deixaria a Inês com o Márcio e ele se atrasaria para o serviço. E assim fiz... Foi relativamente fácil sair de casa com todos, porque como estavam em jejum não precisei arrumar o café... Chegamos ao laboratório e pegamos a senha e aguardamos um pouco, logo a Angela e o José pediram para usar o banheiro e eu falei para a moça que eles tinham exame de urina, mas estavam apertados e a moça pediu para eu pegar o kit com as enfermeiras e colher e assim fiz, deixando os outros 3 sozinhos na recepção e os orientando para não saírem do lugar. Quando volto e vou para o atendimento a surpresa: O Convênio deles não cobre esse laboratório.... Na hora que a moça falou me passou um filme pela cabeça.... Eu já fui várias vezes lá, mas meu convênio é um pouco melhor do que o deles, por conta dos partos e eu já tinha levados eles lá e já sabia, mas fazia tempo e eu não lembrava....aff.... Peguei eles e fui para santana, porque sabia que lá tinha um laboratório que atendia o convênio deles... Os coitados morrendo de fome... Chegamos lá e o laboratório lotado, não tinha nem onde sentar... Mas tinha espera infantil e lá não tinha ninguém, eu os deixei lá e fiquei em pé onde dava para vê-los e ver o painel e foi um tempão e nada... Até que um atendente me chamou e perguntou qual era minha senha e quando eu mostrei ele falou que já tinha chamado várias vezes e eu: não, eu estou olhando e quando ele me aponta o painel...aff.... Eu estava olhando no painel errado.... Que gafe... Enfim, logo ele avisou, fui atendida. Uma demora... Cada criança, uma ficha, com endereço, telefone, etc... (eu já falei que detesto repetições de dados... Não sei porque, mas me irrita...hahaha, eu tenho pavor de matricula da escola... Tem partes que precisam preencher a mão, só de pensar acelera meu coração...) eu só pensando que o jejum deles já tinha ultrapassado as 14 horas... Bom... Antes de me chamarem, logo que cheguei pedi para um enfermeiro que me desse 3 kits de urina e uma etiquetas e fui com cada um no banheiro e já providenciei o xixizinho de cada um já com o nome!!! Enfim quando a atendente chamou todos queriam ser o primeiro para o exame de sangue... Já viram crianças brigando para tirar sangue primeiro? Pois é...rs... Eu rapidamente organizei (e isso já estou acostumada a fazer diariamente) e Falei que seria por ordem Decrescente, ou seja, o mais velho iria primeiro, porque teoricamente seria o mais forte e poderia depois pegar o seu próprio café sem minha ajuda e ajudaria os que fossem saindo da sala e assim eu poderia acompanhar a todos e por ultimo sair com a menor que poderia sentir tontura... (desconsiderando o fato de que eu até os meus 20 anos passava mal quando tirava sangue...)... As enfermeiras ficaram admiradas com a minha organização, fui chamando, apresentando, entregando o xixi com o nome, acompanhando...rs... E elas não paravam de me fazer perguntas, daquelas que eu escuto todo dia: 5? Não 6! 6? Nossa, como? Quantos anos tem? São do mesmo pai? Estudam na mesma escola? Vc tem empregada? Vc não fica louca? Etc.... Rs... Todos eles foram muito bem, os irmãos vinham e ficam espiando e eu mandando eles voltar pra espera, mas eles toda hora invadiam a salinha, porque queriam ver a cara do que estava tirando sangue...hehe... O Hugo teve que tirar dos dois braços, porque de um não foi suficiente, ele ficou um pouquinho tenso, mas foi bem. Logo saiu, disse que estava bem e que podia pegar um chocolate quente sozinho e umas bolachinhas. Eu mandei pegar e tomar sentado e levei o Miguel, depois a Bel, o José (que foi o único que soltou um AAAííí), e depois a Angela que ficou sentada no meu colo. A Angela foi engraçada, ela fez uma carinha feia quando entrou a agulha, mas não se mexeu, aí a moça falou: Tá doendo? E ela: tá. Eu falei: muito? E ela: sim. Mas tipo sem se mexer... Aí logo terminou, saí com a Angela e achei ela meio caidinha e perguntei: filha vc está bem? E ela: sim! Não está com tontura? E ela: não! Eu nem ligo que doeu!...rs... E eu fui pegar as orientações para colher o exame de fezes (capítulo a parte...) e deixei eles na espera, aí eu volto e a Angela está deitada na cadeira... Tadinha... Estava sem forças pra comer, aí eu peguei ela e dei o chocolate e as bolachinhas e ela foi melhorando... Nesse tempo o Marcio tinha ligado dizendo que a Inês tinha acordado e logo seria hora da mamada, aí eu falei para ele a levar para o serviço dele e eu passaria lá com eles e já amamentaria antes de ir com eles para casa. (por coincidência o laboratório é bem próximo ao serviço dele). E assim fiz! E Fim!

terça-feira, 21 de abril de 2015

Memórias da primeira infancia

Os filhos vão crescendo e vamos experimentando diversos sentimentos... é tão estranho... Conversando com as crianças e lembrando de várias coisas que passamos, que vivemos, vi que muitas coisas eles não se lembram, claro que é normal... sabemos que só vamos lembrar de coisas, a partir dos 6 anos +ou-, mas confesso que foi tão dolorido ver que tão rápido eles esquecem de tudo o que vivemos há tão pouco tempo atrás... A primeira escola, tudo que foi tão importante para nós... passeios, viagens, amigos que faziam parte da nossa vida... eles esqueceram quase tudo, tem memorias de algumas poucas coisas e das coisas que sempre vemos fotografia, eles lembram mais pelas fotos...Bateu uma tristeza... Ao mesmo tempo pensei que bom! se errei, tenho novas chances de deixar boas memórias... mas foram tantas coisas legais... é tão estranho não lembrarem... Fui rever videos e fotos e fiquei um tanto nostálgica...
(A minha memoria mais antiga é de quando eu tinha apenas 1 ano, me lembro com detalhes do dia do enterro da minha irmã que tinha 6 anos... Depois tenho memória de quando eu tinha 3 anos, quando meu irmão nasceu e eu o beliscava no berço...rs... eu lembro também um pouco da gravidez da minha mãe... e depois as lembranças são por volta dos 6 anos...)

sábado, 11 de abril de 2015

Um filho na pré-adolescência

Desde que esse ano iniciou penso em escrever sobre essa nova etapa de nossas vidas: Agora temos 1 filho na pré-adolescência, e tem apenas 11 anos... Muuuiiitas mudanças... Essa semana nasceu sua primeira espinha no rosto... rs... São tantos os sentimentos que passo, que não sei se seria capaz de descrevê-los... não em poucas palavras.. como não é a intensão, só queria mesmo registrar o quão diferente e estranho é essa nova etapa...
Esse ano ele iniciou o sexto ano da escola e então o horário na escola dele é diferente a partir do sexto ano, e inicialmente essa foi a mudança mais feliz para ele e dolorosa para o Miguel e para mim por ver a angustia do Miguel... :-( Quando o Miguel nasceu o Hugo tinha 1 ano e 6 meses e eles cresceram grudados até então... Apesar de serem muito diferentes e brigarem muito, eles estavam sempre juntos e agora de repente o Hugo tem um monte de amigos, tem várias atividades, novidades e está em outro horário na escola... o Hugo nos primeiros dias ficou bem agitado sozinho, quer dizer, nem tão sozinho... comigo e com a Inês a tarde em casa... Ele subia e descia a escada de casa, ia no quintal, pegava a bola e tentava jogar sozinho, ia atrás de mim enquanto eu arrumava a casa, mas depois ele se adaptou e criou uma rotina para os poucos dias em que estamos em casa, porque ele faz aulas de música 2 vezes por semana e agora entrou para um grupo de vivencia solidária em que visitam asilos e creches.
Bom, vou falar do Hugo e em outra postagem falo do Miguel... o Hugo ficou maravilhado com as aulas, está amando tudo, os professores, as matérias, estar no meio dos "grandes" (no período dele vai do sexto ano até o final do colegial), tem dias em que ele pode descansar um pouco a tarde sem nenhum dos irmãos gritando e agitando (apesar de que ele é o maior agitador...), mas o fato é que ele está curtindo muito, até o fato de poder estar comigo quase que exclusiva pra ele a tarde. Claro que eu cobro muita ajuda dele, mas ele tem correspondido bem, porque enquanto me ajuda pode contar da escola e conversar.
O Marido foi em uma palestra sobre educação e o palestrante dizia que o inicio da pré-adolescência é parecido com a primeira infância e realmente eu pude associar a toda atenção que ele tem me exigido.
Falando um pouco dele: Ele é um menino muito responsável com os compromissos. Ele acorda sozinho as 6h, se arruma, toma café, quando o pai acorda ele já está pronto para ir para a escola. o marido leva ele. todos os compromissos que ele assume, ele não gosta de faltar, nem doente, aliás nem na escola ele gosta de faltar...
Ele me ajuda muito em casa, faz algumas coisas melhor que eu, porque ele consegue ser bem mais objetivo para realizar as tarefas do que eu... Eu ensino eles a fazerem tudo, porque acredito que temos que aprender a sermos independentes e acredito que somos mais felizes, quando somos capazes de nos virar com as necessidades do nosso cotidiano.
Minha cabeça gira... é um pouco doloroso vê-lo crescendo... Falando em liberdade, se expressando... As vezes ele fala a opinião dele e dá um frio na barriga, porque fico pensando que agora cada vez mais vão se formando as opiniões e de repente o que falarmos já não vai mais ser levado tão em conta (medo...), mas aí tento pensar que preciso ter confiança em tudo o que fizemos por ele até agora e que ainda vamos continuar fazendo e rezando claro, rezando muito, porque podemos dar a melhor educação, mas se Deus não estiver no comando, no Centro, de nada vale.
É isso, eu só queria registrar de alguma forma isso... Espero que eu me saia bem nessa nova etapa e espero que ele amadureça e passe bem também por essa fase, que ele adora jogar na minha cara:
 - Mãe, eu não sou mais criança, eu sou um pré-adolescente! (aff...)


terça-feira, 31 de março de 2015

Agora são 6!

Faz muito tempo que não escrevo aqui... :-( , mas estou pensando em voltar! Porque é uma alegria grande poder reler e recordar! Antes eram 5, mas agora são 6! Eis o novo membro da nossa família! Nossa pequena Inês! Alias, nem tão pequena, já vai fazer 4 meses! 
Não é possível, mas eu não escrevi aqui nada sobre a gravidez da Inês... vou tentar dar uma atualizada nos próximos dias e partilhar aqui também a alegria de Deus ter nos abençoado com mais uma vida! 
Aí está uma foto atualizada da galerinha!


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Sobre sonhar!

Hoje Miguel (8) chegou para mim e disse:
- Mãe, eu já sei uma coisa que quero ser quando eu crescer!
Eu: - é? o que?
Miguel (8): - Super-herói! eu vou ter várias câmeras por aí mãe, aí vou ficar olhando todas pelo computador e aí poderei ver as pessoas que estão em perigo e salvá-las!
:-)

Eu acho muito lindo sonhar! Temos a tendência de ser muito realistas com tudo, mas me esforço para não acabar com os sonhos deles, muitas vezes apenas dou um sorriso, outras vezes, sonho junto, mostrando possibilidades ou somente inventando... Amo os sonhos do Miguel, acho que ele tem sonhos bons, eu acho engraçado o quanto ele “viaja” quando tem uma ideia, ele cria tudo com muitos detalhes, às vezes envolve todos, os irmãos às vezes ficam entretidos com ele contando as coisas que vai fazer quando crescer, ele vai criando funções para todos e todos ficam felizes...rs... Talvez ele possa ser um contador de histórias! Ou talvez um escritor! Talvez ele seja vendedor,   talvez um inventor! Talvez ele realmente seja um super-herói moderno, que monitora as ruas através dessas novas tecnologias e mande a policia até lá resolver os problemas (acho que até já tem isso em alguns lugares), talvez ele seja apenas um fazendeiro como ele sempre sonhou, na verdade desde pequeno ele tem esse ideal , acho uma graça como ele já planejou o futuro todo dele, ele diz que vai ter uma fazenda, vai plantar para comer e vender, só vai comprar o que não puder produzir na fazenda, ele diz que não quer ter um custo de vida alto, quer somente vender o que plantar em meio período por dia porque o outro período ele quer se dedicar a educação dos filhos, ele quer fazer “homeschooling”, quer ter tempo para educar os filhos e se divertir com eles! Ele diz que se eu quiser eu posso morar com ele, aí eu digo pra ele que ele vai ter que arrumar uma esposa que concorde com isso...rs... Ele fala que vai ter um quarto na casa dele pra mim e para o pai, mesmo que eu não more lá, ele diz que todas as camas da casa dele vão ter lençóis brancos, como os dos hotéis, e no café da manhã vai ter bolo fresquinho todos os dias, que ele mesmo vai ajudar a esposa ou os empregados (se os tiver) a preparar e que quando eu for lá eu posso escolher os sabores... Não é meigo gente? Ele sempre cria mais e mais detalhes, desde pequeno ele fala sobre ser fazendeiro e conforme ele foi crescendo eu fui falando com jeito pra ele que para ter uma fazenda ele ia precisar primeiramente trabalhar e juntar dinheiro para comprar, porque hoje em dia é tudo caro, então hoje ele já bola estratégias e fica pensando em profissões para primeiramente ganhar dinheiro e então comprar a fazenda... Se isso realmente vai se concretizar algum dia? Eu não sei, mas sei que hoje ele é feliz sonhando e eu acredito que quem sonha tem muitas possibilidades de realizar! Eu me preocupo sim de que ele seja somente um sonhador... Mas eu não corto sonhos, eu somente tento as vezes direcionar e atentar para como podem talvez tornar aquilo realidade. Mas penso que os sonhos nos motivam a fazer as coisas, a realizar. As vezes eles tem sonhos aparentemente impossíveis, o Hugo tem ideias aparentemente irreais, vira e mexe ele vem: Já pensou se fosse assim, se existisse isso ou aquilo e eu dou risada, muitas vezes eu  falo: ia ser muito legal! Eu ia gostar muito! Vejo que muitas vezes são só coisas da imaginação do momento, mas não sonhos! Mas a imaginação e criatividade da criança vai longe! Não acho saudável podar muito isso. Eu não quero limitar a capacidade deles de criar, de inventar, de ser quem eles querem ser e o que vai deixa-los felizes! Só digo sempre que em primeiro lugar devemos querer agradar a Deus em tudo o que fizermos, devemos sempre buscar fazer o bem e fazer bem aquilo que nos propomos a fazer! Conhecer, amar e servir a Deus devem estar sempre em primeiro lugar, mas o mundo é muito grande, existem mil coisas pra se fazer aqui, porque nos limitar ao óbvio?
Acho que muitas vezes eu posso ser limitada sim, todos nós somos, mas eu não posso limitar a imaginação dos meus filhos para a pequena parte do "mundo" que eu conheço, porque cada um tem a sua história e cada um vai buscar conhecer e fazer aquilo que lhe agrada, e existe muita coisa pra se fazer nesse mundo.
Eu tive uma infância bem pobre, mesmo assim sempre fui feliz porque tinha um pai, uma mãe, uma casa (mesmo que bem pequena) eu não me sentia tão pobre assim, só fui entender isso quando cresci, mas penso o quanto sonhar foi importante para mim, quando eu era bem pequena nossa casa se limitava a um quarto e um corredorzinho que servia como cozinha, me lembro que uma das paredes desse quarto minha mãe reservou para que eu pudesse desenhar, ela desenhava comigo na parede, construíamos casas, campos, animais, e para mim aquela parede era um mundo a parte, era o meu mundo, eu sonhava muito, minha mãe me entretia contando histórias, não tínhamos dinheiro para livros, mas ela inventava histórias, ela dizia que quando ganhássemos na mega-sena (rs..) íamos morar na praia, íamos fazer isso, aquilo, íamos construir uma vila e íamos levar todos os que amávamos, ela contava como ia ser as casinhas com todos os detalhes, eu amava aquilo, e eu fui criando meus próprios sonhos, ao crescer eu olhava para as pessoas ao meu redor e pensava que eu não queria estar ali, que eu queria mais para minha vida, que eu queria realizar meus sonhos! muitas daquelas pessoas não sonhavam, se contentavam em viver ali, é uma realidade triste... as pessoas não buscam... são muito limitadas... Me lembro de muitas vezes de pegar um colchão e subir no telhado e ficar lá deitada olhando as estrelas e eu pensava em quantos lugares eu poderia estar, ficava admirada de pensar em um céu tão grande e imaginava em como o mundo inteiro era grande e que um dia eu ia poder sair e explorar!

Enfim, eu pude sonhar e fazer a minha vida acontecer da forma que eu quis, mas acredito muito que os sonhos da minha mãe me ajudaram a não me limitar! Ainda tenho muitos sonhos, talvez alguns eu nunca consiga realizar, mas eles ainda me fazem feliz! Só de imaginar! E quero que meus filhos sejam feliz com os seus sonhos!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Sobre estudar Música

Os adolescentes/jovens buscam desafios, buscam fazerem coisas para se aparecerem, buscam impressionar, fazerem coisas diferentes, e muitas vezes se metem em situações perigosas que pode afeta-lo para o resto da vida e também pode leva-lo muitas vezes a situação de morte... Muitos de nós podemos dizer que já quase morremos não? Eu quase morri várias vezes e minha mãe nem ficou sabendo, mas poderia muito bem ter recebido uma ligação de que a sua filha morreu por atos que já fiz somente por brincadeira com os amigos, porque ainda não tinha capacidade para entender que poderiam levar a minha autodestruição, muitas coisas que me lembro e que vejo hoje são engraçadas, idiotas, mas é o que o jovem busca para ser aceito, para se sentir bom ou melhor que os amigos, ou mesmo se sentir parte de um grupo, se sentir uma pessoa interessante e popular... Participando de uma palestra sobre prevenção as drogas, vimos vídeos de coisas que os adolescentes fazem sem os pais saberem e ainda postam na internet para se divertir, são coisas que em um primeiro momento parece divertido, ou para nós que já temos maturidade parece apenas idiota, mas analisando, muitas coisas que eles fazem são muito, mas muito arriscadas, não quero postar exemplos, porque não é exatamente sobre isso que quero falar, mas eu sempre pensei nisso sobre como será a adolescência dos meus filhos, penso em como eles vão passar bem por isso estando em um mundo cada vez pior, onde as pessoas não tem cultura, educação e é tudo banalizado, mas sempre tive certeza de uma coisa, além da educação moral e religiosa que damos para eles desde que nasceram, fazer algo para se afirmar nessa vida é muito importante, eu creio que a música é um ótimo caminho, não sei sinceramente se existem outros, talvez existam muitos, mas esse foi o caminho que me ajudou e ajudou o meu marido, a musica foi o que nos livrou de procurar coisas que pudessem nos destruir para fazer, a musica ajuda com a criatividade, ajuda a fazer algo diferente, ajuda a se sentir importante, e dá muitas possibilidades, também de servir e louvar a Deus, a musica ocupa a cabeça e faz com que os jovens se reúnam para tocar, cantar e isso é muito saudável, claro que quando se estuda, se envolve com outras pessoas que estudam e é esse o ambiente que penso que seja interessante e saudável para os meus filhos, sei que vão querer chamar a atenção, vão querer surpreender e espero que seja com coisas significativas e boas. Hoje quando estou muito tensa o que melhor faço para me acalmar é ouvir musica ou cantar, cantando alguma musica religiosa consigo acalmar meu coração para a oração ou meditação. Percebo que as crianças ficam muito mais calmas também quando estão ouvindo musicas (claro que as musicas devem ser bem selecionadas, não é qualquer musica...)
Enfim, hoje luto e lutarei para que todos os meus filhos estudem música desde pequenos, 3 deles já estudam, 2 tocam na banda da escola, cantam no coral da escola e também fazem curso no projeto “GURI”, que é de graça!!! Eu amo esse projeto, eu agradeço a Deus toda semana que os levo, porque a dinâmica deles é muito boa e tem toda uma sequência e preparação para a EMESP, a qual só aceita músicos que já sabem tocar e tem leitura (de partitura) a primeira vista, mas é o nosso objetivo, mas mesmo no GURI já tem encaminhamento para várias orquestras e grupos musicais que vão se formando. É um tantão de adolescente que não terão tempo de estar se destruindo por aí e estarão ocupados tocando, cantando, se expressando através da música.
Jovens tem muito tempo e os pais não tem, por isso tem que encaminhar desde cedo para que saibam com o que se ocupar para não se entregar ao ócio e/ou as coisas vãs.
Então só queria registrar o que penso e minha estratégia de educação, apesar de ter mais um milhão de preocupações e coisas que eu acho importante, as primeiras coisas da minha lista são:  Religião (que nos explica o verdadeiro sentido do homem e nos orienta como viver nesse mundo) e a música, como forma de exercitar a inteligência e os talentos que Deus nos deu e um “passatempo” que edifica e não destrói.


PS.: Esse assunto rende em minha cabeça, eu poderia ficar horas escrevendo e tentando me expressar melhor, mas é difícil escrever e até mesmo pensar com uma pequena aqui que não para de falar...rs... nem dá pra revisar...

PS.: Fico imaginando se quando eu era adolescente tivesse you-tube, eu com certeza seria uma dessas que se empenharia em fazer coisas interessantes para colocar...rs... é muito legal recordar das vezes que nos reuníamos entre meus amigos para fazer vozes assim e inventar, só por lazer... nossa, me lembrei que eu obrigava o Marcio a gravar o violão para mim e eu simplesmente passava horas sozinha inventando várias vozes e gravando em fita cassete, passava de uma fita pra outra e aí voltava e fazia outra voz... até comprarmos um mini-estudio dividindo em várias vezes só para brincarmos, passei vários meses dando o meu salário inteiro para pagar.... Pena que a vida foi ficando mais corrida, depois que a gente cresce, vira adulto as responsabilidades crescem e o tempo passa a ser precioso né...
Outro dia o Marcio pegou o mini-estúdio e gravou alguns instrumentos e fez uma cama para o Miguel cantar uma música que gosta! 
Alguns exemplos de adolescentes que se ocupam em aparecer através da música, eu amo isso:


esse foi o que vi hoje, que me levou a escrever tudo isso:

Olha esse que máximo, são irmãos! eu amo isso...

E esse menino sozinho, eu amo o som dessa música francesa:

Esse também é bem divertido! Tá, eu sei que ele já não é mais adolescente, mas pra fazer isso tão bem deve ter se ocupado bastante estudando na adolescência! tem vários videos dele. tem muita gente que faz esses multitracks, eu me encanto!

Gosto dessa menina também:

Essas duas ficaram bem famosas na internet, acho que são irmãs, eu conheci a muito tempo com esse vídeo:

Esse é muito meigo também:




Eu queria colocar mais um monte... mas já me alonguei... preciso ir cuidar da vida... :-)

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Linha do Tempo

No inicio desse ano, uma das professoras pediu para os alunos elaborarem uma linha do tempo com os fatos mais importantes que aconteceram durante todos os anos de vida dele. eu achei tão interessante, eu sempre quis fazer algo parecido em forma de álbum e já tinha lido isso em um blog americano. Acho uma ótima opção de recordação, e então comecei a fazer o nosso, mas bem devagar... Porque temos muitas atividades... muitas vezes nem fotografo e as vezes ficam milhares de fotos que eu tenho a impressão que nunca conseguirei organizar... mas enfim... sempre que tenho um tempinho eu faço uma folha, imprimo e coloco em uma pasta! Após as férias de julho o Hugo levou as folhas das férias para os amigos verem e todos gostaram! fiz algo bem simples mesmo, mas ficou uma forma bem legal de recordar.

vou colocar abaixo algumas que eu salvei em jpeg, porque várias eu não salvei assim ainda, ou nem salvei...







Tirando a poeira

Muito tempo sem escrever aqui.... Não sei se eu escrevi isso aqui, mas faz 7 meses que minha empregada pediu as contas... Não foi pela quantidade de serviço não...rs... Na verdade tínhamos uma ótima relação, mas acho que o ciclo se fechou... Resolvi tentar viver sem empregada, porque com as novas leis, você tem até medo de ter empregada, apesar de eu sempre ter sido muito justa e boa para minha empregada, mas o fato é que hoje em dia está cada vez pior arrumar alguém, costumo dizer que arrumar empregada está quase como arrumar marido, então tô preferindo ficar sem (empregada viu...)...
Conversei muito com as crianças para tomar essa decisão, porque eu não daria conta sem a colaboração deles, mas eles também acharam melhor ficar sem e me ajudar, dessa forma tenho a oportunidade de educa-los para ajudar, como eu acho o certo a se fazer, que eles aprendam desde cedo que os serviços da casa fazem parte da vida... Olha, minha intenção não é nem fazer uma analise sobre esses 7 meses... É cansativo. eu ainda não "peguei no tranco", muita coisa eu gostaria de fazer e ainda não consigo ter animo pra tudo, mas estamos nos virando, pouco a pouco. Uma ajudante, 2 vezes por semana, lava os banheiros, faz uma limpeza melhor e isso ajuda muito, mas o dia-a-dia ainda estamos adaptando, tenho conseguido fazer muitas coisas, mas ainda falta muito, mas... estamos bem... As crianças ajudam bastante, tenho feito uma dinâmica assim: tenho uma parede na cozinha que é lousa, lá escrevo o nome de cada um, a meta é que cada um deles faça 5 coisas por dia para ajudar, cada um dentro da sua capacidade, anoto ali em forma de pontos, cada tarefa que eles fazem eles vem me avisar, eu reviso e anoto 1 ponto. Quais são as atividades que eles executam por exemplo? varrer um ambiente da casa, ou passar aspirador, ou passar o mop (só o maior passa), guardar a louça da lava-louça, tirar  a roupa da secadora e dobrar, tirar o lixo dos lixinhos dos banheiros, recolher as roupas sujas e levar para a lavanderia, arrumar a sala, arrumar o quartinho de brinquedos, molhar as plantas, arrumar a mesa, tem muitas coisas que são capazes, eu deixo eles escolherem o que fazer, dentro do que eu preciso, mas as vezes peço o que eu estou precisando na hora e sempre vem alguém pra ajudar. Cada um deles que consegue cumprir a meta de 5 pontos, ganha como recompensa meia hora de TV ou de computador, cumprindo a meta todos os dias da semana, na sexta-feira ganham uma ajudinha financeira (R$ 10,00). Eles sabem que devem ajudar não pelo dinheiro, mas de qualquer forma acho justo recompensa-los com um dinheirinho, porque os 2 maiores (9 anos e 8 anos) viviam me pedindo um pouquinho de dinheiro, uma vez que já aprendem sobre educação financeira, então como disse acho justo e vejo com bons olhos essa troca.


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Conversinhas de criança - delícia

JANEIRO/2013

Bél; - (5 anos): - Mãe quando vc vai morrer? - eu não sei filha, ninguém sabe quando vai morrer. - Mas vc já vai ser velhinha mãe? - Eu espero que sim filha. - Eu também mãe. - Mãe, eu não quero morrer criança, porque eu vou ficar com saudade de ser mãe.........rs....
***************************************************************
Bél: Mãe, hoje eu estou muito feliz, vc sabe porque? eu: pq? - É porque eu acordei e fui rezar para nosso senhor e nossa senhora. (lindinha)
*********************************************************************
Aí a Mãe com 4 agendas pra preencher e colocar fotos pergunta: de quem é essa agenda? e a Isabel: é minha! eu: tem certeza? tenho sim mãe. Aí quando eu termino de preencher e colocar a foto, vou folhear e vejo o carimbo com o nome de outra professora, olhei pra ela: ISABELLLL.... de quem é essa agenda filha?... ela ficou desesperada e começou a chorar..... é do Miguel........ aff...
************************************************************
Isabel (5 anos) - Mãe, se o cigarro faz mal pra saúde porque as pessoas fumam? eu: - Filha porque vc chupa o dedo quando está tensa? ela: porque eu me acalmo. E faz bem vc chupar o dedo? ela: não, o dedo fica machucado, dói e eu passo as mãos nos meus dentes e já sinto que estão tortos. Eu: - Pois é filha, vc sabe que isso não é bom pra vc, mas isso já se tornou um vicio... As pessoas que fumam se sentem mais relaxadas e calmas quando fumam, e depois vira um vício e não conseguem parar... Ela: Entendi mãe, eles fumam porque adulto tem vergonha de chupar o dedo né? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
*****************************************************************
Miguel: - Mãe posso ir comer na sala? eu: - Não. é pra comer com toda a família. ele: - Mãe, podemos ir todos comer na sala então?...........kkkkkkkkkkkkkkkkk
**********************************************************************
Tem coisa mais bonitinha do que criança empolgada contanto sonho? Miguel: - Mãe, senta aqui pra eu te contar o que eu sonhei... Mãe, eu era um agente secreto e tinham 3 homens do mal lutando contra mim. eles tinham uma arma que deixava a pessoa sem se mover e eu não tinha nada, mas eu segurei um e o outro atirou nele tentando me atingir, aí eu fui fazendo isso e lutando com eles e venci... Eu fiquei com medo uma hora e tentei acordar, mas não consegui e então eu lutei até vencer mãe!
- Bél cuida da Nena 1 minutinho que eu vou pegar uma coisa lá no meu quarto? - Eu to cuidando dela. A Mãe cuida da filha e ela é minha filha......kkkkkkkk
**********************************************************************
Eu para o Hugo: quantos filhos vc quer ter filho? ele: não sei mãe, acho que uns 10... Eu: hoje em dia quando a pessoa tem 3 filhos as pessoas já acham muito... e ele com jeito indignado: mas eu acho 3 muito pouco, e eu: eu também filho. Ele eu acho que muito é 20... eu também filho...

****************************************************************************








sábado, 12 de janeiro de 2013

José Inácio... sempre ele...

José Inácio sempre deu muito trabalho por ser arteiro, desde que começou engatinhar, tanto é que tenho até o post aqui: Ninguém segura esse Inácio... com algumas das artes dele, mas enfim... essa criatura está crescendo, ele é bonzinho, super carinhoso, se relaciona bem com os outros, é inteligente, mas... Tem me desafiado tanto, muitas vezes ele aje como se fosse um bb, ri quando eu dou bronca e me desobedece até eu ameaçar bater, aí ele para... mas eu não queria precisar ameaçar e nem bater para ele obedecer... Ele já vai fazer 4 anos!!! Algumas situações que tenho passado com ele me fizeram refletir sobre como estamos lidando com ele e eu e o Marcio resolvemos ser mais firmes com ele, principalmente eu, meditando vi que eu mimei e mimo muito o José... comecei a sofrer decepções com muitas pessoas quando eu estava grávida do José, foi uma fase que meus problemas se intensificaram, quando ele era bb meu irmão morreu e juntou tudo, eu me fechei com os meus filhos e José era meu apoio, eram eles que me alegravam, era a inocência de bb dele, que me dava forças para lutar por mim e por eles, por ele depender de mim eu me esforçava pra viver bem, pra sorrir, pra ser amável, pra trabalhar, enfim... Foi o momento em que eu enxerguei que meus filhos eram a única que coisa que valiam a pena pra mim, que eles eram o meu grande tesouro e acho que acabei errando um pouco com o José e também sendo mais permissiva do que devia com os outros... Mas Deus nos mostra sempre o caminho quando permitimos e estou tentando com dor no coração fazer com que o Inácio cresça e se comporte melhor.....

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Da série: Situações cômicas da maternidade

Estava agora pouco pintando minha lavanderia e me lembrei de um fato cômico, que nos ocorreu em outra ocasião.
Eu estava grávida do quarto filho, e tinha 3 pequenos, uma de 1 ano e meio, um de 3 anos e um de 4 anos e meio. Como ia chegar mais um bb, e eu ia dividir o quarto da menina e o dos meninos, eles queriam que pintasse. Lá vai a super mãe pintar o quarto sozinha, as crianças não queriam ficar com o pai, pois queriam ver eu pintando e eu sempre querendo fazer a vontade deles coloquei os 3 na beliche e fiquei lá pintando. em determinado momento eu estava em cima da escada pintando delicadamente em volta do gesso e desequilibrei, consegui me apoiar na beliche e não cair, mas o pote de tinta pulou da minha mão e pincel também, bom, voou tinta nas crianças, em mim e nas camas, muita tinta.... as crianças riam tanto que só rindo também... antes de encarar a limpeza geral....

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Da série: bullying entre irmãos

Essa eu não sei se já tem aqui no blog, mas estou copiando dos meus escritos...rs...

Todos na mesinha fazendo lição de casa e eu ajudando. Era a primeira lição de casa do José Inácio(quase 3 anos) (sim, gora até ele tem lição, já é um mocinho...rs...), A lição era de religião, explicava que fomos feito a imagem e semelhança de Deus e ele tinha que se desenhar. Aí ele fez dois círculos rabiscados e disse: Mamãe, eu fiz 2, porque eu tenho 2 nomes... (era o José e o Inácio...kkkkk) A
í ele se empolgou e começou a fazer vários rasbiquinhos... e eu ajudando os outros fui deixando... aí a Isabel: Mãe esse desenho do José está todo rabiscado, isso são só rabiscos... e eu: Não Isabel, isso é a forma como ele se expressa, pois ele ainda é pequeno ele só sabe desenhar assim... e o Miguel: nossa José vc está parecendo um monstro com varios olhos e cabeça... rs... o José  não to não, o Miguel: tá sim, esse desenho parece que vc é monstro. e eu: para gente, cada um faz a sua lição, o desenho dele está lindo, já terminou né josé, vamos guardar sua apostila...rs...

da série: Situações cômicas da maternidade

A mãe vai correndo se arrumar de leve pra levar as crianças na escola, aí passa um rímel e um batom, corre pra pentear as crianças pra não se atrasarem e a primeira criança pega o "espirrador" de água (que ela usa pra molhar o cabelo deles) e enquanto ela passa o gel e o penteia ele mira sem querer para o rosto dela e espirra a água.... aí o começa escorrer todo o rímel preto pela cara toda.... só rindo mesmo...rs... (Só para constar, foi o josé Inácio - 3 anos...só podia...)

da série: Meus filhos são muito engraçados

E enquanto a mãe está na internet a bb ao lado tira o vestidinho, tira a fralda e se enrola em um pano de prato....kkkk.... acho que ela pensa que é uma toalha....rs......

Mais uma filha formada no pré

Maria Isabel recebendo o diploma!!!

Primeira apresentação de final de ano do José Inácio

Com o meu lindo príncipe, que tinha acabado de fazer uma maravilhosa apresentação... Mamãe coruja, sempre!!! Primeira apresentação de final de ano do nosso quarto filho, mamãe e papai com os olhos cheios de lágrimas, segurando para não chorar...

da série: meus filhos são muito engraçados e fofos

Eu estava arrumando um pisca pisca novo em volta do presépio na capela, aí a Maria Isabel (5 anos) veio e falou: Mãe, eu já rezei hoje aí pelo natal. e eu: que bom filha! e ela: eu falei também para o Nosso Senhor colocar a cabeça ali no vidro (tem uma parte da porta da capela que é de vidro), pra ele poder me ver brincando ali no quarto de brinquedos.......kkkkkkkkk

da série: meus filhos são muito engraçados.

José Inácio (3 anos): O Mããããeee, eu: fala José. ele: quando eu tomo banho, meus dedos ficam velhos..........kkkkkkk

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Recital em casa

Aqui somos muito musicais... eu canto (mal, mas canto...hahahaha), marido toca, e incentivamos muito as crianças a irem por esse caminho. Acho que a musica, faz a o peso da vida parecer mais leve. Faz nos aproximarmos de Deus... as notas que se encaixam, as harmonias, melodias... é tão serena e agradável... Enfim, ajuda no raciocínio lógico, na matemática e em muitas outras coisas. Nós incentivamos muito eles. Outro dia levei o Hugo a um recital de uma amiga e ele se comportou muito bem, aí no caminho eu disse a ele que poderíamos organizar um recital em casa, somente entre nós e ele abraçou a ideia. Cada um escolheu algumas musicas e se apresentou e foi a maior diversão. Agora eles já estão me cobrando o segundo Recital.
Faz só 5 meses que não escrevo aqui... Não diria que é a correria da vida... Acho que mais falta de vontade... Mas sei que vai ser tão bom ler tudo isso quando eles crescerem, que acho que vou voltar...

Tem coisas que...

Tem coisas que só achando engraçado mesmo pra não estressar... Hoje foi desses dias que acontecem coisas que só rindo...
Encanador em casa fazendo quebradeira + toda agitação de últimos dias de aula... A Tarde na hora de buscar as crianças na escola, eu passei na cacau show nova que abriu aqui perto para comprar uma lembrancinha para as professoras, na hora fiquei confusa e comprei 4. uma para cada professora, afinal são 4 filhos na escola... tá, eu não pensei no prof. de judô, de dança, no maestro, na professora de inglês, nas duas coordenadoras, na Irmã (diretora) e e mais alguns da escola que merecem uma lembrancinha.... Pensei sim, mas a conta ia ficar alta e esse final de ano não está fácil.... Enfim, peguei as 4 caixas com tabletes de chocolate, por sinal bem bonitinhas e corri para a escola para busca-los. Peguei a Maria Isabel e entreguei para ela o embrulho para entregar a professora, aí vamos para sala do José e quando eu entrego um embrulho pra ele dou de cara com as outras duas professoras... aff... e a Isabel olha pra mim e fala: Mãe dá os outros, o José tem 3 professoras, vc sabe né? e eu: claro que sim... (eu só tinha esquecido desse detalhe...), entreguei os outros e pensei que não teria problema mesmo, porque o Hugo e o Mig tem aula na sexta e então eu poderia comprar mais lembranças pra professoras deles... Peguei os 4 e fomos para o Mercado... deixei eles no carro, pra evitar o transtorno, eles queriam vir embora logo e eu também, pois queria logo agitar a janta. peguei um monte de coisas correndo e fui para o caixa... na hora de pagar...... cade meu cartão???? 1 eu tinha esquecido em casa e o outro não estava lá... só tinha um cartão que eu nunca tinha utilizado e logo pensei que com certeza estava bloqueado, aí falei para a mulher que não tinha certeza se ia passar o cartão e ela me olhou com indiferença.... Não autorizado senhora................aff..... -Você pode guardar a compra que eu já volto pra pagar? e ela fez que sim, mas sem gostar muito..... e eu pensando: ou tinha ficado o cartão na cacau show ou eu tinha colocado em uma das sacolinhas que entreguei para as professoras....aff.... Fiquei tensa e conversei com as crias que tínhamos que ir ao banco e na cacau show, aí o Miguel vira e fala: Mãe se o seu cartão estiver lá, vc comprar mais uns chocolates pra nós......aff..... Fui ao banco que estava mais perto, desbloqueei o cartão e fui para a cacau show, aí eu chego e a mulher me chama pelo nome, me pede desculpas e me entrega o cartão... UFA... fim....

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Parque Villa Lobos

Essa foi a primeira vez que fomos com eles ao parque Villa Lobos e gostamos muito, lá tem essas bicicletas familiar para alugar, e foi ótimo, pois elas não pesam tanto quanto aquelas do Ibirapuera, porque aquelas é só um pedalando, cansa muito... Mas essas são com 2 pessoas pedalando e o trajeto da ciclovia é bem tranquilo, demos duas voltas em  pouco mais que 1 hora. Lá tem o orquidário, brinquedos de parque, lugar pra piquenique, e pareceu melhor frequentado do que o Ibirapuera, não tem camelôs, o que não gera tanto lixo e aglomerado. foi um passeio bem gostoso. Depois fomos almoçar (no final da tarde) no shopping Villa Lobos, tomamos sorvete, fomos na livraria cultura, que é maravilhosa, tomamos café, compramos livros e até perdemos a noção do tempo lá... Foi muito bacana.







PS.:  perdemos por alguns segundos o José Inácio (3 anos) na livraria, na hora de pagar a conta ele saiu do nosso lado, aí eu olhei e já fui procurar, aí vejo ele longe perto de uma prateleira e 4 moças arrumando um monte de dvds, aí uma delas falava com ele, eu pensei: ele deve estar chorando porque nao está me vendo, fui chegando perto e ele estava se acabando de rir, aí vi aquele monte de dvds revirados e elas arrumando juntas e ele olha pra mim e fala gargalhando: mãe eu baguncei tudo os dvds....aff.... imagina a minha cara.... o pior foi o Marcio passando e eu contando o ocorrido, ele logo passou direto e fingiu que não nos conhecia, deixou eu lá, com a Angela no colo e com o José, pra passar carão sozinha com as moças, eu com cara de paisagem nem sabia o que dizer, mas elas cochichavam e riam, acho que deviam estar falando como a mãe era desnaturada...hahaha e a risada do José contaminou elas, eu abaixei e dei bronca nele, expliquei que ele não podia bagunçar as coisas na loja ,que aquilo era muito feio, não era pra ele ficar rindo...  (ê moleque....) saí de lá e o Marcio estava do lado de fora rindo e as crianças querendo saber o que tinha acontecido e ele não queria dizer, porque não era certo ele estar rindo né... Mas foi cômico mesmo... Acho que pior que isso só o dia que o Hugo derrubou todos os manequins da vitrine enquanto eu provava um vestido... aquele dia foi um silêncio na loja, ninguém sabia o que fazer, o que dizer... eu só queria sair correndo....rs.... crianças....

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Catequizando os filhos

Esse ano pela regra atual nosso primeiro filho que já está com 8 anos, entraria na catequese, porém na paróquia que estamos frequentando eles só aceitam crianças com 9 anos... nós achamos muito tarde afinal "Com efeito, quando a mente da criança chega à idade na qual começam as reflexões - e hoje esta idade chega logo - está aberta e disponível à acolhida da luz divina, que faz penetrar até onde é possível o mistério do amor de Deus para o homem." (cardeal Darío Castrillón Hoyos - cidade do vaticano 2005), sendo assim admitisse primeira comunhão aos 7 anos ou até antes, podendo o pároco e os pais avaliarem se aquela criança já faz uso da razão e foi devidamente preparada. Enfim, nós já educamos nossos filhos aqui em casa para serem cristãos e praticar o catolicismo, então resolvi eu mesma ensinar e prepara-los para a primeira comunhão.


Como é difícil separa-los para qualquer atividade resolvi ensina-los ao mesmo tempo, como eu já fazia algum tempo, dando desenhos para pintar e praticando as orações em conjunto. Claro que os 2 mais velhos (8 anos e 6 anos e meio) merecem atenção muito maior e mais explicações para que realmente entendam, aprendam e pratiquem, mas os outros vão aos poucos aprendendo também e seguindo o exemplo dos outros. Comprei 4 pastas, desconsiderando a bb, que ainda não sabe nem segurar no lápis, os outros já vão a escola, já podem seguir as atividades. Estou lendo um livro ótimo "Preparação para a primeira comunhão" (mons. Álvaro Negromonte - edições rumo s.a. - 1961) indicado por uma amiga que tem 6 filhas e tem um blog com ótimos livros católicos para download http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/, fiquei muito feliz com o conteúdo do livro, tem muitas explicações e conscientização do que a criança realmente deve aprender para ser cristão e comungar, depois ainda tem planos de aulas que estou complementando com outros conteúdos, ilustrações e atividades retirados da net.


Tenho levado eles a igreja de quinta-feira para fazermos adoração, tem sido muito bom, pois o que importa não é aprenderem o que é ser cristão, importa que eles sejam e pratiquem. nesses momentos da pra ensinar muitas coisas e faz um bem enorme a nossa alma essas práticas. Estou levando somente o Hugo (8 anos) e o Miguel (6 anos), pois assim tem fluido melhor, eles se comportam melhor, obedecem, não ficam com risadinha e realmente já tem mais respeito e compreensão pelas coisas.


Rezo com eles pela manhã, ao meio dia, antes das refeições, e a noite o pai faz as orações com eles. O Hugo nos ajudou a voltar a rezar o terço em família, pois no ultimo ano a nossa vida ficou ainda mais corrida com a mudança, reforma e mais mil coisas e deixamos de rezar o terço juntos. Certo dia quando fomos para a adoração, o Hugo me pediu autorização para comprar mais um terço para ele, eu permiti, pois ele tinha levado dinheiro. aí ele escolheu um bonito terço de madeira e ainda comprou um para a Isabel e um para o José que estavam junto e pediram. Aí ele começou a me perguntar sobre o terço interessado e eu fui explicando. aí disse que Nossa Senhora em fátima tinha pedido as crianças que rezassem o terço e que se ele quisesse rezar sozinho seria muito bom para ele e Nossa Senhora ficaria muito feliz, mas sem força muito, mas ele disse que queria começar a rezar todos os dias e me pediu para imprimir os mistérios para ele.

No dia seguinte: mãe, vc imprimiu as orientações do terço pra mim? eu: não filho, e ele bravo começou a quase chorar de raiva e eu tentei acalma-lo: filho, eu quero ir lá em santana amanhã e comprar um livrinho pra vc sobre isso... ele me olhou indignado e com raiva e ficou me encarando, aí eu falei: vc não se importa que eu imprima? ele: claro que não, é a mesma coisa, eu só quero rezar e quero começar hoje.... aí eu falei: tá bom filho eu vou subir e imprimir, aí ele correu e me deu um forte abraço: obrigado mãe...

No segundo dia ele me chamou para rezar com ele, marcou horário e tudo, pois ele é bem sistemático, aí rezei, no terceiro dia ele chamou também o pai e ainda falou: não demora nada né mãe, é só meia hora... Agora já voltamos ao hábito de rezar o terço juntos e tem sido muito bom. os outros quando querem participam. Achei muito bonito, depois de quase duas semanas rezamos todos os dias, porém no sábado saimos, chegamos cansados, aí foram tomar banho e no final das contas esquecemos do terço, mas pela manhã quando a Angela acordou eu fui busca-la no berço ainda não era 8h, e o Hugo estava na sala rezando o terço sozinho, eu fiquei olhando e ele realmente estava rezando. Depois ele veio me acordar e falou: mãe acordei bem cedo e já rezei o terço que eu esqueci de rezar ontem, e também eu não teria o que fazer até vcs acordarem, então resolvi rezar... fugindo do ócil... Deus o conserve, e nos ajude sempre a cuidar da alma em primeiro lugar, pois as coisas desse mundo irão passar, e só nos restará a eternidade. é nisso que cremos!

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Dia da mães - o ano mais difícil

Esse dia das mães foi muito difícil para mim, pois perdi meu amado pai no sábado, ainda é estranho falar isso, ainda não me acostumei com a idéia de que que ele não estará mais aqui, mas enfim... Meu pai faleceu no sábado de manhã, após 14 dias em coma, após uma parada cardíaca, devido a falta de ar, por fumar muito... Foi muito difícil... eu queria estar ao lado da minha mãe, mas tinha 3 apresentações de dia das mães na escola para ir... minha mãe não queria falar pra mim antes das apresentações e ligou somente para minha sogra, mas minha sogra veio até em casa para dar a notícia. como as apresentações eram somente a tarde ela achou melhor me contar logo e que eu decidice o que ia fazer... Foi muito difícil.... enquanto eu tentava ser forte, mas as vezes chorava, chamei as crianças para dar a notícia... O Hugo (8 anos) - mãe, eu já tinha percebido que era isso quando a vovó te abraçou na cozinha... O Miguel (6 anos) - Qual avô morreu?... Miguel, quantos avôs vc tem? ele: dois... - Miguel, quantos avôs vivos vc tem? - ele: 1... então é esse avô mesmo que morreu.... Maria Isabel (5 anos) - Mãe seu olho está molhado enxuga... José Inácio (3 anos) - Mãe, seu Antonio também morreu (o vizinho, que morreu na pascoa...) kkkkkkkkkkkkkkkk..... Crianças.... Chorava e ria, porque eles são tão engraçados.... Fui preparar o almoço e em alguns momentos não me contive... aí o Miguel: - Mãe, porque vc está tão triste? - Miguel, me pai morreu... Ah.... mas é só por isso? - eu: como assim miguel? se o papai morresse vc não ficaria triste? ele: sim mãe, mas nem tanto..........kkkkkkkkkkkkkkkk Maria Isabel daqui a pouco me traz uma folha com um desenho e vem explicar que aquela era uma linda princesa na porta do colégio entrando para ver a apresentação de dia das mães dos filhos, aí ela me olha e diz: mãe, vc que é a princesa........ aí toda hora o josé vem e fala: mãe, o seu Antonio morreu, aí eu olho e ele: o vovô também mãe..................... gente.......... eles não me deixaram sofrer.....rs.... é triste, mas seria muito mais triste se eu não os tivesse comigo, me fazendo rir sempre, tão inocentes, tão palhaços, tão amorosos....
Falei várias vezes com a minha mãe e como ela estava relativamente bem, eu decidi ir sim na festa das crianças, eu não poderia fazer isso com eles. Eu não acho importante essa coisa de festa para mães, eu acredito que o mais importante é o amor que eles demonstram no dia-a-dia, mas para eles, era muito importante, pois eles tinham ensaiado muito e esperado para me fazer a "grande surpresa" e tal... Enfim fui... foram em 2 horários diferentes, pois o Hugo já tinha apresentado na sexta-feira... Dia triste e feliz... foi a primeira a apresentação do josé e foi uma graça... a apresentação do miguel fizeram aquela mensagem de um bb falando com Deus, é uma linda mensagem... sou dura, mas me comovi... Foi dificil estar lá, porque eu queria estar com a minha mãe, mas fiz o que tinha que ser feito, e agradeço a Deus por ter amparado minha mãe. e assim que acabou as apresentações eu os deixei em casa com o Má e corri para o cemitério e só voltei para pega-los no domingo de manhã para o enterro. Após o enterro fomos ao mercado comprar uns miojos para o almoço e eu cheguei em casa e fui dormir, deixando novamente todos com o Má... Não consegui dormir muito, acordei chorando e perdi o sono e fui ficar com eles... e assim foi meu dia das mães... Creio que Deus levou meu pai num dia lindo, porque o esse dia nunca poderá ser tão triste como poderia ser. porque é o dia das mãe e o dia de nossa senhora. Nossa senhora preparou tudo. rezei muito e fiquei muito, muito feliz mesmo ao saber que minha mãe, meu pai e meu irmão estavam rezando o terço em família sempre.... isso me conforta demais... nossa senhora nos deu 14 dias para nos preparar e processar a possivel perda e também podemos levar o padre para dar a unção dos enfermos... Enfim... é dificil, é muito dificil olhar ao meu redor e não me lembrar dele, tudo aqui em casa foi feito por ele ou ele me ajudou a fazer. ele se fez muito presente em minha vida nos ultimos tempos... Passamos o ultimo natal juntos, como nunca haviamos passado... enfim... vou sentir muito a falta dele... dos cafés que ele vinha tomar comigo... Mas Agradeço a Deus por ter preparado para que tudo fosse assim. Ainda espero encontrar com ele lá no céu.

sábado, 21 de abril de 2012

Definitivamente não era o meu dia...rs...

Nossa, sabe aqueles dias que parecem que tudo conspira contra vc? ontem foi o meu dia, confesso que teve uma época que vários dias eram assim...rs... então eu já estou acostuma a ir driblando os problemas e seguindo... Mas, ontem foi engraçado... Logo pela manhã o Miguel me pediu pra imprimir um desenho pra ele pintar, um desenho que fazia dia que ele estava me pedindo, aí eu fui ligar o micro e eu tinha precisado do conector e tinha deixado a impressora desligada... aí fui ligar a impressora na hora que o micro estava ligando, mas esbarrei na tomada e o micro desligou... aí não quis ligar nunca mais, nem no mode de segurança e em nenhum modo, ele fica reeninciando...aff... tentei, tentei, e expliquei para o Miguel que não ia dar.... Aí um pouco mais tarde almoçamos, trocamos eles e eu já estava um pouco atrasada para leva-los a escola, aí vou pegar a chave do carro e... cadê a chave? ninguém viu, ninguém sabe... isso já aconteceu outras vezes... uma das vezes, eu lembro que o Marcio guardou o carro a noite para mim e ficou com a chave no bolso, aí no outro dia ele levou a chave do carro no bolso para o serviço dele...aff... ele tira a calça com tudo dentro pra dormir e depois coloca a calça com tudo de volta....homens... enfim, no outro dia sumiu não só a chave do carro, como a do portão também... eu liguei para o Marcio brigando, claro, pra mim, só podia estar com ele, mas nada... aí a tarde a empregada encontrou dentro de uma mochila que a Isabel e o José estavam brincando... E ontem não foi diferente... estava no meio dos brinquedos, mas só conseguimos encontrar depois que eu os levei a pé pra escola...... ok.... como eu fui a pé passei em alguns lugares que precisava, papelaria, loja de roupa, farmácia e perfumaria, aí demorei um pouco pra voltar, quando voltei a Angela já tinha dormido e acordado...aff... eu precisando trabalhar... o essencial era pagar as contas, tinha 5 contas, aí eu fui tentar resolver o problema do computador e nada.... bom, peguei o notebook e pensei, vou pagar pelo notebook, aí precisava instalar o programa de segurança, aí eu instalei e nada.... não conseguia pagar... olhei no relógio e faltavam 10 minutos para fechar o banco e eu pensei melhor ir até o banco, vai que não consigo resolver.... aí como a Angela estava causando resolvi leva-la... chegamos ao banco e não tinha vaga e então deixamos o carro um pouco distante (não muito), ficamos na fila e derrepente.... começou a maior chuva... parecia que o mundo ia cair... eu não acreditei, até pedi desculpas pras pessoas na fila, falei: me desculpe gente, hoje não é o meu dia, a culpa dessa chuva é minha...rs... aí ficamos um tempão esperando a chuva diminuir e nada.... aí uma moça me ofereceu o guarda-chuva pra levar a angela até o carro e eu aceitei na hora... Viemos embora e fiquei parada na porta de casa e nada da chuva diminuir... me cansei e resolvi encarar... peguei a capa de chuva da bél que estava no carro e coloquei na angela, mas a chuva estava tão forte que molhou ela toda tadinha, ela não gostou nadinha... Enfim, a noite fomos em uma festinha de aniversário de uma amiguinha do josé inácio (3 anos), aí eu brincando com as crianças, abaixei para falar com o josé e minha calça rasgou...hahahaha, ainda bem que eu estava com uma bata grande que cobria o bumbum, então não dava pra ver que a calça descosturou...rs... Daqui a pouco vem o Marcio avisar que o José fez xixi na calça... ainda bem que eu tinha levado uma bermudinha... Chegamos em casa, o josé dormindo, aí colocamos ele na cama e enquanto eu dou remédio para Hugo (rinite), para Isabel (garganta) e pra Angela (febre), aí daqui a pouco o josé começa a tossir, eu corri e deu tempo de vira-lo para o chão e ele vomitou muito... aí troquei, limpei, dei remédios e ele voltou para cama.... FIM.... o resto da noite foi ótima, todos cansados dormiram a noite toda, acordei com 2 na cama e Angela com febre novamente, mas o cansaço era tanto que desmaiamos até as 10h... E hoje é outro dia... UFA!

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Decoração com as frutas

Aqui em casa não preciso forçar para comerem frutas, pois eles gostam mesmo, eu sempre os acostumei assim, eu nunca dei tantas opções, nunca deixei eles descartarem as frutas, e eles gostam, mas quem não gosta de comer com tudo arrumadinho assim? eu achei essa idéia em uma página da net e achei bacana e fácil de copiar, então fiz para eles. e no dia seguinte tive que repetir fazendo um prato pra cada um...




Não durou nem 1 minuto, dei um garfinho pra cada um e eles comeram tudo e foram pedindo mais, fiz outros formatos também, mas não deu pra tirar foto, pois eles iam comendo na hora...

Primeiro osso quebrado aqui em casa

Olha a arte... Miguel segurando uma almofada falou: Hugo pula em mim... Está aí o resultado: um braço quebrado, 3 semanas de gesso e ainda terá que fazer fisioterapia depois... será que agora aprende?

Ele foi pra escola no dia seguinte e voltou todo cheio... (entusiasmado) Mãe, todo mundo veio falar comigo pra perguntar o que aconteceu, até as pessoas que não me conhecem... e eu: sei, e vc ficou todo feliz. - não mãe nada haver...rs....





O Miguel anda tão atentado...rs... ele com o gesso e não para fica irritando os irmãos, passa por um segura a cabeça, passa por outro puxa o cabelo... tá cruel...

Eu não sei como só agora aconteceu isso, acho que o anjinho da guarda deles é ninja..rs... o Miguel é sempre o que se machuca mais, ele é mais distraido, ele caiu sozinho, desde pequeno, é engraçado, eu dou risada dele e ele fica super bravo, mas eu não me aguento, porque parece castigo, ele faz uma coisa errada, daqui a pouco vai e tropeça e bate a cabeça... ele já prendeu o dedo no prendedor da tipóia várias 2 vezes essa semana... ontem ele estava fazendo arte, colocou um monte de brinquedos a isabel e angela no meio de um quadrado entre os sofás, aí depois se jogou em cima delas, a sorte ´´e que não caiu nelas, mas pisou em um brinquedo e machucou o pé... não é engraçado? rs... ele é daqueles que vive aprontando e sempre dá errado pro lado dele... me lembrei do meu irmão.... ele também era assim.... nossa.... Me lembro de quando ele estava lendo o livro: porque as coisas ruins acontem com as pessoas boas...kkkk ele era engraçado também... Deus abençoe a sua alma... e me ajude a educar bem essa criaturinha aí de cima...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Meninas e o instinto de cuidar

Tenho reparado como é maior nas meninas o instinto de ajudar e cuidar dos irmãos, digo isso nas coisas práticas mesmo, coisas que parece que as mulheres se preocupam mais mesmo. Percebo muito como o comportamento da Isabel (5 anos) é diferente, desde que o josé nasceu ela o "adotou" como filho...rs... não só no cuidar, mas ela sempre ficou atrás dele querendo mandar, ensinar, ajudar... coitado...rs... Engraçado que ano passado a professora falava que tudo que dava pra ela na escola, tipo bexiga ou massinha, coisas pra levar pra casa, ela ficava meio sem graça, mas falava: mas professora, eu preciso de mais um, porque tem o josé inácio em casa que também vai querer...rs... e a professora dava. a professora de ballet disse que começou a comprar adesivo de menino, porque ela sempre dá um adesivo de recompensa no final da aula e a isabel quer um pro josé...rs... Esse ano o José começou na mesma escola que os outros, e a isabel o leva até a sala, fica olhando pra ver se está tudo bem... é muito engraçado. a professora do josé me contou que a isabel vao varias vezes ao banheiro (que é na frente da sala do josé) e fica escondida olhando pra ver o que josé está fazendo, acho que pra ver se ele está bem.
Engraçado que o Hugo (8 anos) é bem independente e não gosta que façam as coisas pra ele, ele que gosta de arrumar as coisas dele, os livros, não gosta que ninguem encoste nas coisas dele, então ela nem chega perto, mas o Miguel (6 anos) é bem folgadinho e percebe o quanto a irmã gosta de ser prestativa e ajudar, ele dá mochila dele pra ela levar, ele pede pra ela separar a roupa dele pra ele ir tomar banho, pede pra ela pegar a toalha e ela vai correndo e feliz...pode?rs... Comecei a lembrar disso hoje, primeiro ela estava ensinando o inácio a rezar, olha o papo:  José, reza assim ó ( juntando as mãozinhas) Papai do céu, ajuda meus amiguinhos da escola a se comportarem melhor, eu quero muito um abraço seu papai do céu, entendeu papai do céu?, eu não gosto de brincar de luta (acho que ela tá falando dela e não dele...rs...), isso é coisa feia né papai do céu, mas meus amiguinhos querem brincar assim papai do céu, um beijo viu papai do céu, tchau... hahahahah
Aí na hora em que estavamos saindo para ir pra escola, eu procurando a lancheira do miguel e o Miguel nem aí, aí abri a mochila dele e falei: está aqui miguel, e a ISabel: fui eu que coloquei pra ficar melhor pra ele... (ele está com o braço quebrado...), aí vou eu procurar a Agenda do José e não achando, aí ela: Eu guardei aqui na frente, porque eu acho melhor...aff... Ela já tinha olhado a agenda dele antes de mim e ainda resolveu guardar em outro compartimento da mochila...posso com isso? rs... tem horas que fico irritada com ela, mas tem horas que admiro o quanto ela é prestativa. esses dias ela passaou a manhã inteira arrumando as gavetas de blusinhas dela, pois eu pedi e ficou muito arrumadinho... uma graça.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Retrospectiva e comparando a semelhança dos pequenos

Esses dias a lição de casa do Miguel (6 anos) era enviar uma foto de cada ano dele, aí eu fiz e me empolguei aqui nas recordações. aí segue:

Cada um deles com 1 aninho de idade:





Maria Isabel / Angela, quem é quem? rs... um pouco parecidas né?

quinta-feira, 15 de março de 2012

Lição de Hoje - História da Família

Hoje o Miguel precisava escrever sobre a origens dos avós paterno e materno, logo lembrei da música do palavra cantada "Eu" , é muito bonita, o Márcio canta com eles, e o Miguel falou que a professora colocou essa música e ele falou que já conhecia. Aí fizemos a lição, digo fizemos porque ele está no primeiro ano, está começando a escrever agora, e eu preciso ir ditando pra ele, mas precisa de atenção total na hora da lição, então fizemos a tarefa e depois ficamos escutando a música, que todos já estavam com saudades, pois fazia um tempinho que não ouviamos. Segue o link dela no you tube
http://www.youtube.com/watch?v=2cqcWHs7a_E

Ensinando com as lições escolares

Uma coisa que eu acho muito importante é a mãe ajudar e se envolver com as lições de seus filhos, pois esse momento existe uma grande oportunidade de conversar, educar e trocar idéias. Confesso que essa não é uma tarefa fácil, pois é preciso parar, ter paciência e acalmar a cabeça... Eu exercito tudo isso a cada dia, pois não tenho muita paciência, mas a cada dia tento me desprender mais das outras coisas e me envolver com o que cada um dos meus filhos precisa, acho que isso é muito importante, nunca fui a favor de tercerizar a educação de meus filhos, e  acho que essa parte é tarefa da mãe ou do pai e deve ser adaptado a rotina da família. Aqui estamos em constante adaptação, pois até o ano passado era só 1 que tinha lição todos os dias e agora são 2, tem dia que os 4 que vão para a escola tem lição, porém as lições dos pequenos (que estão na pré-escola) Bel e Inácio, ainda são "leves" só desenhos e livros (1 por semana) para ler em família.

Tenho tentado me envolver e tornar agradável esse aprendizado, quando tiver um tempinho vou relatando aqui nesse post como tem sido.

Ontem a Maria Isabel trouxe o livro da semana, era "A cinderela das bonecas" , um livro bem bonitinho, eu pedi para que o Hugo desligasse o video-game e viesse contar a história para nós, enquanto eu cuidava os pequenos e ajudava o Miguel com a lição. ele obviamente não queria, pois queria jogar video-game e eu expliquei o quanto o mundo era grande, e quantas coisas Deus tinha feito, que existia muitas coisas para explorarmos, para aprendermos, que jogar video-game é uma distração, nesse caso um esporte, porque é o kinect, aquele que tem que se mexer, que o video-game é importante, afinal ele está ajudando muito ele a se exercitar e ajudando a melhor o ritmo, até nas musicas, mas que ele não podia se esquecer se aprender e fazer outras coisas, pois seria um grande desperdício da inteligência que Deus nos deu. Falei pra ele que infelimente muitas crianças hoje só tinham um video-game e uma televisão como opção diaria e que eu me preocupo sempre em oferecer muitas oportunidades para eles aproveitarem bem o tempo e que eles deviam sempre buscar o equilibrio.... enfim... sermão de mãe....rs... Ele leu o livro, meio sem vontade, e não conseguiu prender a atenção dos irmãos. após ele terminar eu pude ensinar e exercitar também a leitura da história, explicando pra ele como deveria ler em pensamento e depois ler em voz alta, para não gaguejar e usar diferentes tons de voz a cada personagem e melhorar a entonação, e por fim li a história inteira e pedi que ele prestasse bem atenção. O engraçado foi que todos os pequenos foram parando o que estavam fazendo e vindo ouvir a história sem eu chamar, pois criança gosta muito e aprende muito com histórias. Por fim todos gostaram e comentaram sobre a história e resolvemos transformar a Carol, boneca capenga da Maria Isabel, em "Cinderela" , ela tem a Carol desde pequenina e apesar de ter um monte de bonecas novas, a Carol é a "filha" dela e é a que ela mais "ama"... Enfim, todos quiseram ajudar a limpar a Carol... demos uma ajeitada nela, mas não deu tempo de costurar outra roupa, pois a roupinha dela não está rasgada, mas já está velhinha e já é uma roupa que a Minha mãe que costurou nela pra Bél, mas já foi uma grande lição, pois o livro fala de aprendermos a reaproveitar as coisas que temos, o que é ótimo para refletirmos em uma era tão consumista como essa em que vivemos.

Ah... a Noite pedi para que o Hugo (8 anos) lesse novamente o livro para nós, quando o papai já tinha chegado e ele  leu "lindamente", lembrou de tudo o que eu ensinei e praticou, todos ficaram com a atenção presa na leitura, pois a história fica muito mais interessante, se bem lida, o Marcio até comentou e elogiou: Nossa filho, como vc está lendo bem! e ele mesmo percebeu a diferença e ficou feliz.

Eis aí a Maria Isabel (quase 5 anos!) e sua filha boneca, a Carol, ainda sujinha, depois que eu terminar de ajeitar ela eu tiro uma foto!


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Quando nosso segundo bb nasceu


Sabe que vasculhando meus e-mails achei alguns e-mails que eu mandava com noticias da nossa família, é, eu sempre gostei de contar e babar, sempre gostei de crianças, eu já era tia coruja e depois virei mãe coruja...rs... Vou copiar aqui no blog os e-mails para ficar como recordação.
Olá pessoal
Estou enviando esta mensagem para lhes apresentar (para quem ainda não conhece) o novo membro da nossa família, o nosso querido Miguel. Miguelzinho nasceu dia 22/08, pesando 3,875 e medindo 51 cm.  Ele acabou de completar um mês e já está sorridente...
O Hugo amou o irmãozinho... ele está super eufórico... quer pegar o Miguel no colo, quer colocar a chupeta, ajudar a dar banho, e beijar toda hora.
Como faz tempo que não mando notías do Hugo aí vão as ultimas:
Ele está indo para a escolinha e está amando... de final de semana fica perguntando o tempo todo "Cola?" que quer dizer: não vou para a escola?...  agora ele só que comer sozinho, imagina a sujeira... ele ama melão. já acorda falando." Hugo qué melão", "melão cocoso" "qué come melão". Hoje eu tava cantando na hora da comida: meu papa, meu papa ,vou comer, vou comer... aí ele começou a cantar: " meu melão, meu melão, vou come, vou comer..."
Ele está um papagaio, repete tudo que agente fala... até cantar ele já canta. a sua música favorita é uma que a vovó Eldir ensinou. A música é assim: "Nana nenê, a vovó já vai fazer, lavar e passar a roupinha pra vc.
desce gatinho de cima desse muro pra ver se o Huguinho dorme um sono bem seguro,
desce gatinho deixa de tanto tropeu, pra ver se o Huguinho sonha com Mamãe do céu"
A versão do Hugo:
"Nana nenê, o Papai ja vai acer, Avá a passa a ropinha pa vc.
desce itinho iima eeuu ave u Huginho ome u ono eegulo
desce itinho eaii oopel pa ve huuguinho a Mamãe Céu.
é um barato: ele canta pro Miguel, e inventa troca o gatinho por mamãe, papai, miguel, e outro dia sem agente falar nada ele cantou no final:
pa ve se miguel soaa mamãe céu.
não é lindo...
pra quem não tem filho pode soar rídiculo, mas quem tem, entende a minha babação...
ah... quando eu estava grávida ele queria beijar a barriga toda hora. e falava: " beijá gueguél" aí o miguel nasceu e ele vinha beijar a barriga e ficava meio confuso, pois o miguel estava fora... aí eu comecei falar pra ele que alí não tinha mais nada, só uma barriga mucha. agora vira e mexe vem o Hugo: "Mamãe, beija biiga muxa"...
deixa eu parar por aqui, pois senão vou querer ficar contando todos os detalhes...
Um abraço a todos,

Quando o primogênito tinha 7 meses


Sabe que vasculhando meus e-mails achei alguns e-mails que eu mandava com noticias da nossa família, é, eu sempre gostei de contar e babar, sempre gostei de crianças, eu já era tia coruja e depois virei mãe coruja...rs... Vou copiar aqui no blog os e-mails para ficar como recordação.

Olá pessoal,

Mais um mês...
O Hugo já fez 7 meses e está uma loucura cuidar dele... quando fez 6 meses muita coisa começou a mudar... começou a fazer manha... agora se ele está brincando com alguma coisa e tiramos dá mão dele é berreiro na certa e quando está no colo e colocamos no cercadinho... mas mesmo assim ele é muito bonzinho comparado com outras crianças que eu vejo por aí. Agora cabe a nós educá-lo para que não fique uma criança chata e mimada... Por enquanto tá dando tudo certo... Agora ele resolveu chupar chupeta para dormir...bua...bua... mas é melhor do que ter que dar o peito toda hora para ele dormir...
          Bom, no dia que ele completou 7 meses resolveu sentar sozinho e depois de 2 dias começou a engatinhar pra valer e depois de mais dois dias começou a se levantar sozinho tb. Esses dias íamos sair e fui trocar de calça, quando eu voltei para a sala lá estava o Hugo em pé no cercadinho... foi um instante e ele se levantou... Agora está um furacão... aja pique para correr atrás dele o tempo inteiro, e o engraçado é que a primeira coisa que ele quis pegar foi os Cds que ficam na estante e agora é só se distrair um pouco que o Hugo ta lá tirando todos os Cds e jogando no chão... Estamos tentando ensiná-lo o que é não, mas acho que ele vai demorar um pouco para entender, mas estamos persistentes. Ele tb adora colocar sapatos e chinelos na boca, é só descuidar...
Os dentinhos ainda não deram sinal de vida...rs.. e o cabelo tb não...rs..rs... ainda está carequinha... mas não tinha como ser diferente... a mãe e o pai eram carecas...
           Agora já está comendo bastantes coisas... até mexerica já chupou e adorou se lambuzar, ontem demos um pão de queijo pois a pediatra falou que é bom para ele exercitar a musculatura da boca, ele adorou aquele mordedor com gostinho de queijo...rs... mas estamos lutando para não dar besteiras e educá-lo com uma alimentação saudável, com legumes, frutas e coisas naturais...
            Ele continua mamando no peito, mas já está almoçando e jantando papinha, e nos intervalos ainda come uma frutinha, mas não gosta muito... suco ainda não consegui encontrar um que ele goste... mas tb tem o problema da mamadeira que ele não gosta de jeito nenhum, quer dizer gosta só de ficar brincando com ela...

É isso aí... já passei o relatório completo... 

Um abraço a todos,

Dafny (Mamãe babona) e Hugo (tirando uma sonequinha)